Posts Tagged ‘Romance no Escuro’

‘Romance no Escuro’ pode ter o comandado de Lígia Mendes

25 de janeiro de 2010

Com previsão de estreia para março, o programa “Romance no Escuro”, do SBT, deverá ser comandado por Lígia Mendes. Queridinha de Silvio Santos, a apresentadora já esteve à frente de várias atrações na emissora, como “Ídolos”, “Astros” e “Dez Anos Mais Jovens”. Lígia já gravou chamadas do game. “Romance no escuro” tentará juntar casais em uma casa em São Paulo.

Anúncios

‘Jornal da Record’ é eleito o melhor telejornal do ano

4 de janeiro de 2010

Celso Freitas e Ana Paula Padrão
Foto: Divulgação

  Foto: Divulgação

Assunto não faltou para o telejornalismo em 2009. O ano já começou movimentado, com a posse de Barack Obama na presidência norte-americana. Obama é o primeiro negro a ocupar o mais importante cargo político dos Estados Unidos. Em maio, começou o surto de gripe suína, causada pelo vírus H1N1. A contaminação se iniciou na América do Norte e logo se espalhou.

Um mês depois, o astro pop Michael Jackson morreu, aos 50 anos, em Los Angeles. Com tantos acontecimentos, ficou fácil fazer bons telejornais. De olho nesse filão, a Record investiu em seu núcleo de jornalismo com contratações a peso de ouro. Mesmo assim, a emissora só conquistou um título de melhor, com o Jornal da Record. Em todas as outras categorias, a Globo venceu.

No outro extremo da votação, o Fala Brasil, também da Record, ganhou o prêmio de “Pior Telejornal”. Desde que a dupla Luciana Liviero e Marcos Hummel deixou a bancada do programa, o jornalístico enfraqueceu e perdeu credibilidade. Atualmente, Hummel apresenta o Câmera Record, enquanto Luciana comanda o Record Notícias.

Telejornal

Melhor: Jornal da Record
A informação dada de forma completa no horário em que boa parte dos telespectadores já voltou do trabalho garantiu ao Jornal da Record o título de “Melhor Jornal de 2009”. Os apresentadores Celso Freitas e Ana Paula Padrão mostram entrosamento no comando do jornalístico e, sem medo de errar, tecem comentários sobre as matérias que vão ao ar. A segunda colocação ficou com o Bom Dia Brasil, apresentado por Renata Vasconcellos e Renato Machado.

Pior: Fala Brasil
É inegável que o Fala Brasil, da Record, perdeu muito com a saída dos experientes Luciana Liviero e Marcos Hummel. Definitivamente, Carla Cecato e Roberta Piza não transmitem a mesma credibilidade da dupla anterior. A missão seria apresentar, na Record, as principais notícias com um avanço em comparação ao que está estampado nas primeiras páginas dos principais jornais do país.

Mas o que se vê são notícias repetidas e uma repercussão vazia dos casos que chocam o país. O comentarista Percival de Souza sempre entra no ar cheio de especulações que não levam a lugar nenhum quando há um assassinato.

Produção jornalística

Melhor: Por Toda Minha Vida
Um documentário que mistura depoimentos emocionados com teatro e realidade – ou, como dizem os modernos, docudrama. Talvez essa seja a fórmula que garantiu ao Por Toda a Minha Vida, da Globo, o prêmio de “Melhor Produção Jornalística” pelo segundo ano consecutivo. Os programas que retrataram a vida e obra de Cazuza e Raul Seixas merecem destaque especial pela fotografia. Para o ano que vem, a Globo pretende exibir produções sobre Cartola, Cássia Eller e Clara Nunes.

Pior: Brasil Urgente
Repleto de matérias com tom sensacionalista, o Brasil Urgente, da Band, levou o título de “Pior Produção Jornalística” de 2009. No ano passado, a produção ficou em segundo lugar entre os piores. Os berros do apresentador José Luiz Datena obrigam a quem vê a manter o controle remoto nas mãos enquanto assiste ao programa, afinal de contas, nunca se sabe a hora exata de diminuir o volume do televisor. Isso quando ele não resolve dar uma verdadeira bronca na equipe da Band, ao vivo, sem a menor cerimônia. Para piorar, a produção ainda conta com um helicóptero, que carrega um piloto-repórter para cobrir as catástrofes que acontecem em São Paulo.

Programa de variedades

Melhor: Fantástico
Domingo à noite sempre bate uma preguicinha do fim de semana. Por isso, deitar na cama e assistir ao Fantástico ajuda a relaxar e, de quebra, o telespectador ainda fica informado. A revista eletrônica da Globo faz um balanço da semana e ainda traz reportagens especiais, o que não lhe garantiu boas audiências. Em 2009, o Fantástico chegou a perder várias vezes de outras emissoras.

Apresentado por Zeca Camargo e Patrícia Poeta, o programa consegue boas entrevistas entre as celebridades, como Bono Vox, Fernanda Montenegro e Lady Gaga. Essa junção de qualidades deu ao programa o troféu de “Melhor Programa de Variedades” de 2009. No ano passado, a produção tinha ficado em segundo lugar, bem atrás do Hoje em Dia, que em 2009 ocupa a segunda posição.

Pior: Manhã Maior
Arthur Veríssimo, Keila Lima e Daniela Albuquerque apresentam o fiasco Manhã Maior, na RedeTV!. O erro já começa na maquiagem. Tem dias que uma sombra roxa grita nos olhos de Keila.

Quando isso acontece – e não é raro – fica impossível prestar atenção em qualquer outro elemento no vídeo. Reportagens requentadas são o forte do programa. Como se não bastasse, no campo das bizarrices, a sensitiva Márcia Fernandes analisa fenômenos sobrenaturais. Por todos esses atributos, o programa recebe, com louvor, o título de “Pior Programa de Variedades” de 2009.
Programa de entrevistas

Melhor: Programa do Jô
O talk-show apresentado por Jô Soares conquistou o título de “Melhor Programa de Entrevistas” de 2009. No ano passado ficou com o segundo lugar. Atualmente, mesmo exibido pela Globo num horário ingrato, indo ao ar praticamente na madrugada, o “Programa do Jô” tem como características convidados muitas vezes interessantes e um entrevistador culto, sarcástico e inteligente. Os anos dedicados ao humor deixam Jô Soares à vontade para inserir piadinhas, destilar mau humor e fazer a plateia e, consequentemente, os telespectadores ¿ dar boas gargalhadas. Em segundo lugar ficou o Roda Viva, exibido pela TV Cultura.

Pior: Estrelas
Entrevistar não é mesmo o forte de Angélica. Por suas perguntas inúteis, que pouco contribuem para a vida do telespectador, o programa Estrelas, da Globo, recebe, pelo segundo ano consecutivo, a medalha de “Pior Programa de Entrevistas” de 2009. Há entrevistados interessantes, como Claudia Raia e a protagonista de Viver a Vida, Taís Araújo, mas a loura não consegue fazer boas entrevistas. Quando ela pega fanfarrões como Susana Vieira, aí o melhor a fazer é mesmo mudar de canal.

Apresentação de telejornal

Melhor: Renata Vasconcellos
Um misto de charme e discrição. Esse é o tom adotado por Renata Vasconcellos quando a jornalista divide o comando do Bom Dia Brasil com Renato Machado. Segura ao lado do veterano, ela se mostra à vontade quando analisa as reportagens exibidas pelo telejornal matinal da Globo. O melhor é que ela tem essa desenvoltura sem querer aparecer mais do que a notícia. Todas essas qualidades reunidas fizeram com que a jornalista conquistasse o prêmio de “Melhor Apresentadora de Telejornal” de 2009 e desbancasse Fátima Bernardes, vencedora do prêmio do ano passado.

Pior: Sandra Annenberg
As brincadeiras exageradas de Sandra Annenberg renderam à jornalista da Globo o título de “Pior Apresentadora de Telejornal” de 2009. O excesso de intimidade entre ela e seu colega de bancada no Jornal Hoje, Evaristo Costa, faz com que o programa perca a função de informar. As emoções da jornalista estão sempre à flor da pele. Não são raros os episódios em que ela fique visivelmente abalada ao mostrar algumas notícias.

Esses pequenos deslizes podem comprometer – e muito – a qualidade do jornal que ela apresenta e ancora.

Fonte: Terra

“Uma Rosa com Amor” custará R$ 200 mil por capítulo

2 de janeiro de 2010

“Pegue Seu Dinheiro e Corra”, “Romance no Escuro”, “Solitários”, “Conexão Repórter”, “Uma Rosa com Amor” e “O Grande Desafio” são as produções próprias prometidas pelo SBT para o primeiro trimestre do ano que vem. Dentre elas, as que criam a maior expectativa por bons resultados são a novela de Tiago Santiago – onde cada capítulo está estimado em 200 mil reais — e o jornalístico que será apresentado por Roberto Cabrini. Há um investimento pesado nos dois produtos e, sem dúvida nenhuma, um retorno será cobrado.

Aliás, e por falar no SBT, Sílvio Santos tem dito a quem quiser ouvir no Complexo Anhanguera que “Uma Rosa com Amor”, novela de Vicente Sesso e adaptação de Tiago Santiago, foi um sucesso “extraordinário” em toda América Latina.
É necessário avisá-lo que nem tudo que é sucesso lá, faz sucesso aqui.

SBT acelera produção do programa “Romance no Escuro”

26 de dezembro de 2009

O SBT está produzindo um novo reality show, “Romance no Escuro”, que estreará em 2010 na emissora. O programa é inspirado no formato “Dating in the Dark”, uma espécie de atração em que os participantes se conhecem no escuro e tentam encontrar o par ideal. No programa, três rapazes e três meninas são submetidas a uma sala escura.

De acordo com a jornalista Fabíola Reipert, o SBT solicitou que a equipe do programa acelere o ritmo de produção da atração, que ainda não tem data de estreia na emissora.

Recentemente, o SBT deslocou vários produtores do Teleton para a equipe do novo programa. Além de “Romance no Escuro”, outra aposta do canal para o início de 2010 é o reality “Solitários”, que estreia no dia 11 de janeiro.