Ex-jogador de futebol, Ricardo Ciciliano estreia em ‘Malhação ID’

by

Ricardo Ciciliano não encontrou dificuldades para interpretar o professor de Educação Física Serjão, em Malhação ID. “Antes de fazer cursos de Artes Cênicas fui jogador de futebol profissional”, disse. Até hoje, ele mantém o

gosto pelos exercícios adquirido no período em que jogava nos times juvenis do Palmeiras e do São Caetano, no final dos anos 90. Com o fim da carreira nos gramados devido a uma lesão, Ricardo, que demonstra seu jeito irrequieto ao falar, viajou por mais de 30 países se especializando em cursos de atuação e participando de curtas-metragens.

Ricardo ciciliano Foto: Reprodução

Após 10 anos voltou ao Brasil e foi chamado para fazer o teste para o papel do Serjão. “Tudo tem sua hora e agora estou pronto para fazer novela”, afirmou. Na trama, o personagem é constantemente assediado pelas alunas, mas sempre se esquiva. “Faço o Serjão ter um ar de comédia ao fingir que não percebe nada”, descreveu o ator, que para compor o personagem trabalha a voz através de aulas de canto e respiração, além de praticar ioga.

Nome: Ricardo César Ciciliano.
Nascimento: Em 2 de abril de 1975, na cidade de São Paulo.
Primeiro trabalho na tevê: Serjão, em Malhação ID.
Atuação inesquecível: Todas do Antônio Fagundes.
Ao que gosta de assistir: Comédias. Acredito que seja o trabalho mais difícil para um ator.
Ao que nunca assistiria: Programas de fofoca.
O que falta na televisão: Programas políticos.
O que sobra na televisão: Espetacularização das notícias.
Ator favorito: Russel Crowe.
Atriz favorita: Fernanda Montenegro.
Com quem gostaria de contracenar: Tony Ramos.
Se não fosse ator, o que seria: Jogador de futebol. Só parei devido a lesão no joelho. Não foi nada grave, mas me impossibilitou de jogar como antes.
Novela: A Gata Comeu, de Ivani Ribeiro, exibida pela Globo em 1985.
Um vilão marcante: Olavo, de Wagner Moura, em Paraíso Tropical, de Gilberto Braga, exibida pela Globo em 2008.
Papel que mais trouxe retorno do público: Serjão, de Malhação ID.
Novela gostaria que fosse reprisada: Que Rei Sou Eu?, de Cassiano Gabus Mendes e Luís Carlos Fusco, exibida pela Globo em 1989.
Par romântico inesquecível: Fábio e Jô, de Nuno Leal Maia e Christiane Torloni, em A Gata Comeu, de Ivani Ribeiro, 1985.
Com quem gostaria de fazer par romântico: Com Angelina Jolie.
Filme: À Procura da Felicidade. Só o olhar de Will Smith é uma aula de interpretação.
Diretor: Mário Márcio Bandarra.
Um vexame: Em uma sessão de fotos para uma revista na Europa. Quando fui mudar de roupa, troquei em um lugar errado e todos que passavam pela rua me viram nu e caíram na gargalhada.
Uma mania: Me benzer antes de entrar no mar.
Um medo: De não ter como reagir em uma situação de perigo.
Projeto: Dirigir um longa-metragem.

Malhação ID – Globo – De segunda a sexta, às 17h15.

Anúncios

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: