A necessária volta do verdadeiro “Fantástico”

by

Flávio Ricco

Muito mais que uma necessidade, a Globo tem obrigação de promover, o quanto antes, mudanças no seu “Fantástico”. E o que mais surpreende é como deixaram chegar a este ponto. A situação do programa é a mesma de um pugilista completamente grogue, pronto a beijar a lona. Desesperadora. O insignificante crescimento da concorrência, hoje existente nas noites de domingo, só fez tornar mais expostas as suas fragilidades. Continuar como está, não tem mais jeito e segurar até abril de 2010, na estreia da nova programação, é arriscado. Pode ser fatal.

É possível perceber, e até com certa facilidade, que o atual “Fantástico” perdeu completamente o foco. Não existem objetivos definidos. Tiros são disparados para as mais diferentes direções, sem saber exatamente a quem atingir ou a que tipo de público. Se os jovens, que hoje têm o “Pânico” como opção, ou concorrer com Gugu Liberato e Silvio Santo pelo telespectador mais tradicional.

O grande problema é que o verdadeiro “Fantástico” faz muita falta. Ainda não há em toda a nossa tevê algo que se aproxime a ele. Retornar às suas origens, fazendo voltar com as grandes reportagens, matérias de entretenimento e saúde ainda é o que se apresenta a todos como suficiente e necessário.

Continuar como está, com uma desinteressante série de condomínio ou viver na dependência de tragédia, além de outras reportagens na mesma ordem, não dá mais.

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: